Veja como declarar pagamentos de seguro de vida no Imposto de Renda 2022

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O contribuinte que recebeu algum valor de planos de seguro de vida deve declarar no Imposto de Renda 2022. O valor mensalmente pago à seguradora não precisa ser declarado – a não ser que seja um plano Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL) – mas se houver resgate ou indenização, é necessário prestar contas à Receita Federal, independentemente do valor recebido.

As explicações são da Danielle Bibbo, sócia-diretora da área de Tributos da KPMG.

Seguro por morte

O recebimento do seguro ocasionado pela morte de algum parente é isento e deve ser reportado na ficha de “Rendimento Isento e Não Tributável”. Isso porque, mesmo que não haja incidência de Imposto de Renda, é importante demonstrar para o Fisco a origem lícita do aumento de patrimônio do beneficiário.

Uma vez dentro da aba, o código a ser selecionado é o 03, correspondente a “Capital das apólices de seguro ou pecúlio pago por morte do segurado, prêmio de seguro restituído emq ualquer caso e pecúlio recebido de entidades de previdência privada em decorrência de morte ou invalidez permanente”.

Sobrevivência ou resgate

Já os resgates ou o recebimento por sobrevivência são tributáveis caso haja “lucro” do segurado. Se a diferença entre o valor depositado e o valor resgatado for positiva, isso é considerado um ganho de capital e, portanto, é tributável, pois a Receita entende esse ganho como um rendimento de investimento

Os ganhos de capital possuem um programa próprio para a declaração. “O ganho de capital deve ser reportado até o último dia útil do mês seguinte ao recebimento. Por exemplo, se uma pessoa teve ganho de capital em janeiro, ela tem até o último dia de fevereiro para fazer o pagamento do imposto”, explicou Danielle.

Depois, o contribuinte deve exportar essa declaração já feita no ano passado para o programa do Imposto de Renda deste ano.

Estadão
Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

SIMPLES NACIONAL E O SUBLIMITE DO ICMS/ISS

SIMPLES NACIONAL E O SUBLIMITE DO ICMS/ISS O Simples Nacional é o nome abreviado do “Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte”. Trata-se de um regime tributário diferenciado, simplificado e

PODER DIRETIVO: SAIBA SUA IMPORTÂNCIA

PODER DIRETIVO: SAIBA SUA IMPORTÂNCIA Poder diretivo é o conjunto de prerrogativas asseguradas pelo ordenamento jurídico que são concentradas na figura do empregador para a direção das atividades dos empregados, no contexto da relação de emprego. Existe um fundamento legal

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top