Perdeu a data de entregar seu IR? Veja como regularizar

6f5f5710 8fee 4375 9c9a 0522cd741516 - Contabilidade na Lapa - SP | RM Assessoria

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

A Receita Federal liberou uma nova forma de parcelamento da multa, que é aplicada ao contribuinte que não entregou a declaração do Imposto de Renda dentro do prazo.

Agora, esse procedimento deve ser feito por meio do Portal e-CAC. A migração para este sistema foi necessária, pois, foi feita a atualização da tabela de códigos da Receita Federal.
Com isso, as dívidas relativas às multas por atraso deixaram de aparecer no sistema de parcelamento simplificado. Desta forma, os códigos passam a fazer parte do novo sistema de cobrança, são eles:

  • Código: 5320: para a multa de atraso na entrega da DIRPF;
  • Código 2170: para a multa de atraso na entrega da DIRF;
  • Código 7130: para a multa de atraso na entrega da declaração de espólio;

Se você está em atraso com a sua declaração e precisa parcelar a multa, continue conosco e veja como fazer esse procedimento que, agora, está mais simples.

Multa

O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda terminou no dia 31 de maio.

Se você é um contribuinte obrigado por lei a entregar a declaração, mas enviar após o prazo, será cobrada Multa por Atraso na Entrega de Declaração (MAED) que tem o valor mínimo de R$ 165,75.

Esse valor pode chegar a 20% do valor do imposto devido, além disso, são cobrados juros com base na Selic (taxa básica) enquanto durar o atraso.

Assim, ao entregar a declaração, o sistema fará o cálculo do valor do DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) automaticamente.

Vale ressaltar que o envio da declaração pode ser feito no prazo de até cinco anos, mas lembre-se que a multa aplicada pode pesar no bolso, então, a orientação é entregar o quanto antes.

Além da multa, aqueles que deixaram de declarar também podem ter o CPF bloqueado, o que traz vários transtornos ao cidadão com o impedimento de tirar passaportes,  contratar empréstimos e até prestar concurso público.

Como regularizar?

Para evitar o pagamento de valores altos relacionados à multa por atraso, é necessário que o contribuinte faça o envio da sua declaração através do programa da declaração do IR 2021, que pode ser acessado através do site da Receita Federal.

Opção é utilizar o aplicativo Meu Imposto de Renda, que está disponível para aparelhos celulares.

Depois do envio da declaração, será emitido um DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) com o imposto a ser pago, veja ainda que consta uma notificação de “lançamento de multa”.

Por isso, é necessário fazer o pagamento no prazo de 30 dias para que sua situação seja regularizada.

Parcelamento

Muitos serviços têm sido oferecidos ao contribuinte através do portal e-CAC e, agora, o parcelamento também se junta à eles.

Então, você deve acessar o sistema com sua conta gov.br através de senha ou código de acesso, e seguir os seguintes passos:

  • Selecione a seção “Pagamentos e Parcelamentos”;
  • Clique em “Parcelamento – Solicitar e acompanhar”;
  • Escolha a opção “aderir modalidade de parcelamento”;
  • Depois, preencha as telas seguintes com as informações solicitadas;
  • Selecione as dívidas;
  • Informe seus dados da conta bancária.

fonte: Jornal Contábil

 

 

 

 

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Lucro real Anual ou Trimestral

Rosati O contribuinte optante pelo Lucro Real poderá escolher duas opções de apuração do IRPJ e CSLL. Lucro Real Anual Dentro da opção anual, existem duas modalidades: 1. Antecipações por Estimativa Mensal; 2. Antecipações com base em Balanço ou Balancetes

Quais os impostos que MEI paga?

Com o instituto de tirar da informalidade profissionais autônomos e pequenos empreendedores, em 2009 foi criado o MEI. Ao se formalizar como MEI, o empreendedor passa a ter um CNPJ próprio, a possibilidade de emitir notas fiscais e de ter

MEI ULTRAPASSOU O LIMITE?

O que deve ser feito ao ultrapassar o limite? Ao ultrapassar os R$ 81 mil reais anuais, será preciso pedir um novo enquadramento para a empresa, que poderá ser tanto para Microempresa (ME), quanto Empresa de Pequeno Porte (EPP), dependendo

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top