Gestão Financeira – Onde Está o Dinheiro do Meu Lucro?

Gestao Financeira Onde Esta O Dinheiro Do Meu Lucro - Blog - Liz Assessoria Financeira

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você já teve a impressão de que, por mais que você se esforce e dê tudo de si, sua empresa gera muito dinheiro, seu ticket médio é alto, mas o dinheiro dos lucros nunca aparece?

Isso, pode parecer o cerne do problema, mas, infelizmente, está longe de ser!

Na realidade, esses aspectos que indicam, são apenas os sintomas de uma doença que atinge muitas empresas, é um câncer, que se não for tratado logo, vai entrar em processo de metástase e se fixar para sempre em seus negócios! 

[Estamos falando aqui da má gestão financeira!]

Eu sei que essa situação parece ser desesperadora, mas é possível “cortar esse mal pela raiz” de maneira simples e sem muitos processos burocráticos! Quer entender como você pode fazer acabar com os problemas da sua gestão financeira

Então dá uma olhadinha nas dicas que preparamos para você!

Controle o seu Fluxo de Caixa

Imagino que você já saiba muito bem a importância de manter uma gestão assertiva e acompanhamento constante do seu fluxo de caixa, mas numa boa estratégia de gestão financeira é preciso manter a atenção para todas as entradas e saídas de dinheiro que acontecem na sua empresa!

Sendo assim, tenha em mente que você precisa controlar tanto o dinheiro que já entrou quanto o dinheiro que devem a você, bem como o dinheiro que já saiu e o que você ainda deve. Isso permite a você, empreendedor, manter um diagnóstico claro da atual situação da sua empresa, mas proporciona também, a possibilidade de criar estratégias a curto, médio e longo prazo tendo como base o valor em caixa.

Em hipótese alguma você deve misturar as finanças da sua empresa e as pessoais!

Manter o controle das contas pode ser um pouco complicado, ainda mais para empresa pequenas que ainda não têm o auxílio de um contador especialista para auxiliar. No entanto, é preciso frisar o fato de que suas contas pessoais e familiares não tem nada a ver com as da empresa.

Sendo assim, mantenha contas bancárias separadas e em hipótese alguma pague suas dívidas utilizando o dinheiro que está no caixa da empresa. Isso pode gerar prejuízos enormes, sem contar o fato de fazer uma tremenda bagunça para quem fará a gestão do seu negócio, dificultando o acompanhamento e alinhamento apenas das obrigações empresariais.

Utilize a tecnologia a seu favor! 

É inegável que a tecnologia vem evoluindo cada dia mais, sendo assim, você, empreendedor, deverá evoluir lado a lado com ela. 

Isso significa que você deve automatizar todos os processos que puder e em todos os setores do seu negócio. Isso permitirá uma menor taxa de erros, bem como um acompanhamento claro e uma visão geral da situação na qual a sua empresa se encontra. 

Você não deverá deixar de lado a utilização de softwares de controle financeiro, visto que o alinhamento de informações é facilitado e a obtenção de dados é clara e decisiva.

Tenha o apoio de uma contabilidade especializada no seu setor de atuação!

Ter o apoio de uma equipe contábil especializada na sua área de atuação permite uma melhor visão das possibilidades, já que o contador conhecerá não apenas toda a tributação e questões financeiras do seu negócio, mas também as técnicas específicas capazes de diminuir a sua carga tributária e melhorar em muito a sua situação financeira.

E então, o que achou das informações?

Caso precise de auxílio para melhorar a gestão financeira da sua empresa, entre em contato conosco!

Será um grande prazer colocar a sua empresa no caminho do sucesso!

Fonte: Abrir Empresa Simples

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FGTS e PIS para MEI

FGTS e PIS para MEI O MEI não recebe FGTS, mas caso você tenha trabalhado como CLT e tenha um FGTS para receber, você pode retirá-lo desde que não tenha sido demitido por justa causa. Ou seja, ser MEI e

Regras de Recolhimento para o Simples Nacional

Regras de recolhimento para o Simples Nacional As empresas enquadradas no Simples Nacional, em regra geral, fazem suas contribuições ao INSS por meio da DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional). A alíquota de desconto para optantes do Simples Nacional

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO”

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO” Por Ricardo Menezes Cordeiro 1 Competência absoluta dos Juizados Especiais Fazendários É inegável que a agilidade e a ausência de custo que encontramos nos juizados especiais fazendários (JEFAZ) resultam no acesso ao Judiciário! Mas às

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Publicado em: 20/07/2022 | Edição: 136 | Seção: 1 | Página: 71 Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.096, DE 18 DE

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO? Por: Beatriz Barreto Meira Cartas de referência são importantes aliadas dos candidatos às vagas de empregos, funcionando de forma complementar ao currículo, comprovando experiência e habilidades interpessoais e, com isso,

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top