ESPECIALISTAS EXPLICAM A RELAÇÃO ENTRE A LGPD E A SANITIZAÇÃO DE DADOS

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
ESPECIALISTAS EXPLICAM A RELAÇÃO ENTRE A LGPD E A SANITIZAÇÃO DE DADOS
Muito mais do que uma legislação pontual cuja única finalidade atém-se a proteger as informações cadastrais dos usuários, a LGPD engloba toda uma premissa vinculada ao uso de dados, abrangendo a coleta, a produção, a recepção, a classificação, a utilização, o acesso, a reprodução, a transmissão, a distribuição, o processamento, o arquivamento, a modificação, a comunicação, a difusão e, por fim, a eliminação de dados.
Já ao entrarmos no contexto da sanitização de dados, podemos classificá-la como uma verdadeira “limpeza” que pode ser dividida em dois segmentos. Enquanto o processo físico visa a destruição completa das informações, tornando-as impossíveis de serem recuperadas, o processo digital se limita ao apagamento dos dados, permitindo, assim, a reutilização do armazenador. “É um grande equívoco tratar a sanitização apenas como uma técnica de eliminação. Embora a destruição de informações também esteja incluída no ato, o termo faz referência a todo um processo de adequação de dados, responsável por realizar a organização das informações de maneira coerente”, explica o Dr. Leonardo Resende, especialista na implementação de LGPD empresarial.

De acordo com as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, a sanitização torna-se um grande desafio no que tange a segurança pois, ao atingir o fim do seu ciclo de vida útil, as informações necessitam de ser eliminadas da maneira correta. Vale ressaltar que isso também se aplica aos resíduos sólidos que são considerados lixo e que abrem uma verdadeira janela de oportunidade para a violação de privacidade. “Poucos sabem que o ato de descarte de dados, físico ou virtual, exige um maior grau de atenção por parte das empresas e dos usuários. O nosso lixo pode revelar muito sobre o nosso comportamento, a nossa renda e os nossos hábitos de consumo, que são classificados como dados sensíveis. Tendo isso em mente, um descarte irregular de informações estará comprometendo a nossa privacidade, a nossa intimidade e a nossa imagem, o que se mostra tão grave quanto um ataque cibernético”, constata Gleicianne Fernandes, especialista técnica na gestão de adequação e implementação da LGPD.

Com isso, além de estar alinhado com a Lei Geral de Proteção de Dados, N.13.709/2018 LGPD, é necessário que o processo de sanitização também esteja de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei Federal de número 12.305/2010. Para o Dr. Leonardo Resende, mesmo que esta aproximação possa causar estranheza, ambas as legislações operam para evitar o uso indiscriminado de informações pessoais. “A Política Nacional de Resíduos Sólidos vem para reforçar a proteção dos direitos fundamentais, entre os quais o nosso sigilo e a nossa honra merecem atenção. São essas leis que impedem que currículos, documentos públicos e outros arquivos com informações sigilosas sejam descartados de maneira equivocada”, conclui o advogado.

Sobre o Dr. Leonardo Resende – Advogado, co-fundador e CEO do escritório jurídico LFResende Advogados e da DPOMAX Soluções & Tecnologias, que é especializada na adequação e na implantação de LGPD em organizações e entidades, o Dr. Leonardo Resende atua com dinamismo, transparência e agilidade há mais de uma década em seu escritório; cobrindo direitos penais, civis, trabalhistas e empresariais ao mesmo tempo que fornece um atendimento simplificado para todos aqueles que necessitam de assistência jurídica.

Sobre a Gleicianne Fernandes – Administradora e Lead Implementer da Gestão da Privacidade da Informação, Gleicianne Fernandes possui Bacharel em Administração de Empresas e é expert em adequação e implementação da LGPD e GDPR. Também possui experiência em implementação de normas e procedimentos conforme ISO/IEC 9001 e em implementação de Programa de Governança em Privacidade.
Fonte: Leonardo Resende e Gleicianne Fernandes

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FRANQUIA É UM BOM NEGOCIO?

2  FRANQUIA É UM BOM NEGÓCIO? Se você está pensando em empreender, uma opção a ser considerada é abrir uma franquia. Embora o investimento inicial possa ser um pouco mais alto do que criar um negócio do zero, as franquias

CONFIRA NOVE APLICATIVOS QUE FACILITAM A ROTINA DIÁRIA

Esse dado impressionante é resultado de um estudo feito pela empresa especializada em mercado mobile Data.AI (antiga App Annie), que revela um importante papel de ferramentas que trazem praticidade para o nosso dia a dia. Seja para pessoas físicas ou

DAS entenda o que é e como funciona

Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) unifica todos os impostos que devem ser pagos por empreendedores que optaram pelo regime tributário Simples Nacional. O valor do DAS Simples Nacional para MEs e EPPs não é fixo. Isso ocorre pois

Por quanto tempo deve se guardar do documentos no RH

Todos os dias, as empresas lidam com vários documentos em seu setor de Recursos Humanos (RH). Dependendo do porte da companhia, mais de dez contratos de admissão de funcionários são solicitados ao colaborador que está entrando na empresa. Todavia, antes

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top