Diante da crise atual, a prorrogação dos tributos é vista como solução para a economia. Saiba mais!

Diante Da Crise Atual A Prorrogacao Dos Tributos E Vista Como Solucao Para A Economia (1) - Contabilidade na Lapa - SP | RM Assessoria Contábil - Blog

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Conheças as principais armadilhas que podem fazer você cair na malha fina da Receita Federal

Sabia que a Receita Federal está com processos cada vez melhores para identificar informações divergentes na Declaração de Imposto de Renda de seus contribuintes? Leia e entenda!
Agora, em março, foi aberto o prazo para envio da Declaração de Imposto de Renda.
Com ela, vem a preocupação em entender as principais mudanças relacionadas a ela agora, em 2021, com a necessidade do levantamento de informações e com a importância de enviar seus dados de maneira correta para o fisco, com o objetivo de evitar problemas futuros, principalmente tratando-se da temida malha fina.
Nesse contexto, compilamos algumas informações, as quais devem ser de conhecimento de todos aqueles que desejam enviar sua Declaração de Imposto de Renda da maneira correta e se poupar de problemas futuros junto ao fisco.
Então, continue conosco e ótima leitura!

Conheça as principais mudanças na Declaração de Imposto de Renda

Primeiramente, é importante que você conheça as principais mudanças trazidas pela Instrução Normativa 2.010, de 24 de fevereiro de 2021, da Receita Federal.
O artigo publicado por Wesley, no portal “Rede Jornal Contábil”, cumpre muito bem essa missão.
Dessa forma, dentre as mudanças trazidas por ele, as quais devem ser de conhecimento de todo contribuinte, temos:

  • Prazo para entrega: 01 de março a 30 de abril de 2020;
  • Limites que tornam obrigatório o envio da declaração: aqueles que receberam rendimentos tributáveis que ultrapassaram R$ 28.559,70, ou que receberam auxílio emergencial e que tiveram rendimentos tributáveis que ultrapassaram R$ 22.847,76;
  • Novos códigos que devem ser usados para declarar criptoativos: 82 (Criptoativo Bitcoin, ou BTC), 82 (outros criptoativos, que sejam moedas digitais (altcoins, por exemplo), e 89 (outros criptoativos, os quais não sejam moedas digitais, porém que tenham classificação de security tokens).

 Para acessar o texto na íntegra, basta clicar aqui.

Saiba o que é e como funciona a declaração pré-preenchida

Além disso, é importante saber que, dentre os critérios adotados para validar os dados que contribuintes enviam através das Declarações de Imposto de Renda, a Receita Federal usa o cruzamento de informações decorrentes de dados enviados por pessoas jurídicas.
Isso porque, atualmente, existem vários tipos diferentes de declarações exigidas de diferentes empresas, como, por exemplo:

  • Dmed: que deve ser enviada por estabelecimentos de saúde;
  • Dmob: transmitida por empresas do ramo imobiliário;
  • e-Financeira: enviada por instituições financeiras.

Nesse contexto, a Receita Federal cruza as informações remetidas por empresas com aquelas existentes em seu arquivo, justamente para confirmar a consistência dos seus dados.
Hoje em dia, você também pode se beneficiar delas, já que, no portal do eCAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte), você já pode contar com a Declaração de Imposto de Renda Pré-Preenchida, a qual contém informações constantes no banco de dados do órgãos, enviados por outros contribuintes e relacionadas ao seu CPF.
A matéria publicada no portal Agência Brasil, por Welton Maximo, traz informações mais detalhadas sobre o tema. Clique aqui para ler o texto na íntegra.

Saiba como a Receita usa ostentações divulgadas nas redes sociais para identificar informações erradas em declarações

Além disso, após os seus dados serem cruzados pelos supercomputadores do governo, como conversamos anteriormente, os servidores da Receita Federal também costumam analisar as redes sociais dos contribuintes, como forma de confirmar se os dados recebidos estão de acordo com a sua realidade.
Leia este artigo publicado por Gabriel, no portal Rede Jornal Contábil, e tenha mais detalhes sobre como isso funciona. Para isso, basta clicar aqui

Nós, da RT Count, podemos te auxiliar a realizar sua declaração de Imposto de Renda em total conformidade com a legislação

Percebeu como está cada vez mais fácil cair na malha fina da Receita Federal?
Nesse contexto, até mesmo pequenos erros de digitação podem trazer maiores problemas futuros.
Sabe como evitá-los?
Tendo conhecimento profundo da legislação e sabendo como ela se aplica aos dados que devem ser informados na sua Declaração de Imposto de Renda.
No entanto, existe uma maneira simplificada de alcançar esse objetivo, que seria contar com apoio especializado.
Fazer isso, além de ter a tranquilidade em saber que tudo está sendo feito da maneira correta, fará com que você possa ter acesso a informações importantes que vão te ajudar a ter uma melhor organização quando se trata de Declaração de Imposto de Renda.
Nesse sentido, nós, da RT Count, podemos te ajudar.
Somos especialistas em Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física e estamos preparados para fornecer as melhores soluções para você.
Clique no ícone no canto inferior direito da sua tela, fale com um de nossos especialistas e entenda, em detalhes, o que isso quer dizer.
PARA MAIS INFORMAÇÕES ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FGTS e PIS para MEI

FGTS e PIS para MEI O MEI não recebe FGTS, mas caso você tenha trabalhado como CLT e tenha um FGTS para receber, você pode retirá-lo desde que não tenha sido demitido por justa causa. Ou seja, ser MEI e

Regras de Recolhimento para o Simples Nacional

Regras de recolhimento para o Simples Nacional As empresas enquadradas no Simples Nacional, em regra geral, fazem suas contribuições ao INSS por meio da DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional). A alíquota de desconto para optantes do Simples Nacional

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO”

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO” Por Ricardo Menezes Cordeiro 1 Competência absoluta dos Juizados Especiais Fazendários É inegável que a agilidade e a ausência de custo que encontramos nos juizados especiais fazendários (JEFAZ) resultam no acesso ao Judiciário! Mas às

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Publicado em: 20/07/2022 | Edição: 136 | Seção: 1 | Página: 71 Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.096, DE 18 DE

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO? Por: Beatriz Barreto Meira Cartas de referência são importantes aliadas dos candidatos às vagas de empregos, funcionando de forma complementar ao currículo, comprovando experiência e habilidades interpessoais e, com isso,

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top