CPF irregular pode gerar cancelamento de contas bancárias

318c92ef 47e2 4154 A400 B48ff9638630 - Contabilidade na Lapa - SP | RM Assessoria

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O Cadastro de Pessoas Físicas, mais conhecido como CPF, nos últimos anos tem se tornando um dos principais documentos de identidade dos brasileiros. Através do CPF é possível realizar o cadastro em lojas, contratar diversos serviços e até mesmo solicitar uma opção de empréstimo.

Assim, caso o cidadão se encontre na condição de CPF irregular ou ainda inativa poderá trazer uma série de consequências para os brasileiros, como ter sua conta bancária bloqueada ao ponto de não ser possível realizar qualquer tipo de transação e até mesmo de pagar contas.

Encerramento de conta em bancos

Algumas instituições já estão se movimentando sobre essa questão, o banco Santander, por exemplo, confirmou que realiza o encerramento das contas onde os clientes estão com CPF irregular ou inativo. A Caixa Econômica Federal, oferece o prazo de 90 dias para que os usuários regularizem a situação do documento.

A situação do encerramento de contas se original através de uma regulamentação do Banco Central (BC) que determina que as instituições financeiras encerrem as contas de clientes que constam com CPF irregular na Receita Federal.

Contudo, as instituições financeiras não podem simplesmente cancelar a conta dos usuários, os bancos devem primeiramente comunicar os clientes sobre a rescisão do contrato, além de ser necessário oferecer um prazo de até 30 dias para que o cidadão possa regularizar sua situação.

CPF em situação irregular

Dentre as irregularidades que podem causar a situação irregular  do documento podem estar relacionadas a dados incorretos ou faltantes. Para saber, é preciso acompanhar o status do documento que pode estar em uma das cinco situações cadastrais abaixo:

  • Regular: não há nenhuma pendência no cadastro do contribuinte;
  • Pendente de regularização: o contribuinte deixou de entregar alguma declaração do Imposto Renda;
  • Suspenso: o cadastro do contribuinte está incorreto ou incompleto;
  • Cancelado: o documento foi cancelado em virtude de multiplicidade de inscrições ou por decisão administrativa, ou judicial
  • Titular falecido: foi constatado o falecimento do contribuinte
  • Nulo: existe fraude na inscrição por isso, o CPF foi anulado.

O CPF também é cancelado após a morte do titular do documento. Durante o pagamento do auxílio emergencial do governo federal, foram identificados casos de trabalhadores que tiveram os documentos cancelados erroneamente por morte.

 

FONTE: jornalcontabil

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FGTS e PIS para MEI

FGTS e PIS para MEI O MEI não recebe FGTS, mas caso você tenha trabalhado como CLT e tenha um FGTS para receber, você pode retirá-lo desde que não tenha sido demitido por justa causa. Ou seja, ser MEI e

Regras de Recolhimento para o Simples Nacional

Regras de recolhimento para o Simples Nacional As empresas enquadradas no Simples Nacional, em regra geral, fazem suas contribuições ao INSS por meio da DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional). A alíquota de desconto para optantes do Simples Nacional

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO”

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO” Por Ricardo Menezes Cordeiro 1 Competência absoluta dos Juizados Especiais Fazendários É inegável que a agilidade e a ausência de custo que encontramos nos juizados especiais fazendários (JEFAZ) resultam no acesso ao Judiciário! Mas às

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Publicado em: 20/07/2022 | Edição: 136 | Seção: 1 | Página: 71 Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.096, DE 18 DE

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO? Por: Beatriz Barreto Meira Cartas de referência são importantes aliadas dos candidatos às vagas de empregos, funcionando de forma complementar ao currículo, comprovando experiência e habilidades interpessoais e, com isso,

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top