Contador para MEI é uma boa ideia?

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Embora o contador para MEI não seja uma obrigatoriedade, é realmente uma boa ideia investir nos serviços de um especialista? Descubra hoje!

Será que um microempreendedor individual precisa de um contador?

Bom, muitos empreendedores até começam sozinhos, achando que ser MEI será bem simples, visto que a tributação é reduzida e bem sintetizada.

No entanto, existem aspectos que precisam de atenção, justamente, porque sem a ajuda e o acompanhamento de um contador, o MEI pode ter prejuízos em vários sentidos.

Vamos explicar melhor!

Por que o MEI deve ter um contador ao seu lado?

Sabe-se bem que o valor de faturamento estipulado para o MEI se enquadra no máximo de 81 mil reais por ano. Isso quer dizer que se o MEI passar disso terá de arcar com uma tributação adicional, caso ultrapasse 32% do seu lucro.

Sem um contador, pode ficar muito caro para você e sua empresa porque geralmente o empreendedor não sabe, não conhece e não entende como fazer esses cálculos para pagar o adicional.

Isso quer dizer que mesmo emitindo as guias comuns de pagamento para MEI, o valor devido a pagar não seria apenas aquele montante que se enquadra dentro dos critérios do MEI – isso para os casos em que o MEI acaba por faturar mais do que o estipulado.

Compreende isso?

O que quer dizer que as contas com os impostos podem chegar a 27,50%, fugindo totalmente da sua realidade como MEI.

O que significa que não ter um contador para MEI te coloca em risco em muitos sentidos, por exemplo:

  • Você pode ter de pagar multas e arcar com juros simplesmente porque não se atentou a esses critérios importantíssimos.
  • Você pode ter seu registro como MEI cancelado, perdendo a autoridade do CNPJ, por se manter enquadrado em um regime que não condiz com a realidade de faturamento.
  • Entre outros problemas que podem virar uma verdadeira bola de neve.

Também existem outros registros/declarações que o MEI precisa fazer…

MEI precisa fazer declarações, como qualquer outro tipo de negócio. Ou seja, precisa declarar seu faturamento e é sobre essa base que a Receita e o Fisco analisarão o contexto tributário e lucrativo do negócio.

Isso tudo, caso você não tenha nem ideia de como fazer ou por onde começar, um contador poderá te ajudar!

E como um contador pode ajudar o MEI?

Pense o seguinte…

É melhor pagar uma contabilidade para MEI que fique encarregada de todas as obrigações fiscais, tributárias e declaratórias do que ter que ficar sem saber o que fazer, por onde ir, o que mudar, ou se manter dentro do mesmo tipo de empresa e categoria,correndo o risco de errar feio!

Um contador para MEI te ajudará em muitos sentidos, que talvez você nem tenha imaginado! Quer ver só

  1. Um contador vai te ajudar com a saúde financeira da sua empresa, através de uma gestão e organização contábil.
  2. Te ajudará a entender os resultados e faturamento da sua empresa.
  3. Te orientará a realizar os procedimentos necessários, desde os estratégicos até com relação às documentações.
  4. Você evitará ser penalizado por cometer erros em sua empresa como MEI.
  5. E muito mais, pois uma contabilidade experiente pode te ajudar a dar um salto gigantesco em seus negócios, te fazendo prosperar bastante!

Portanto, se você precisa dessa ajuda e não quer pagar demais, fale conosco agora mesmo!

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FGTS e PIS para MEI

FGTS e PIS para MEI O MEI não recebe FGTS, mas caso você tenha trabalhado como CLT e tenha um FGTS para receber, você pode retirá-lo desde que não tenha sido demitido por justa causa. Ou seja, ser MEI e

Regras de Recolhimento para o Simples Nacional

Regras de recolhimento para o Simples Nacional As empresas enquadradas no Simples Nacional, em regra geral, fazem suas contribuições ao INSS por meio da DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional). A alíquota de desconto para optantes do Simples Nacional

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO”

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO” Por Ricardo Menezes Cordeiro 1 Competência absoluta dos Juizados Especiais Fazendários É inegável que a agilidade e a ausência de custo que encontramos nos juizados especiais fazendários (JEFAZ) resultam no acesso ao Judiciário! Mas às

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Publicado em: 20/07/2022 | Edição: 136 | Seção: 1 | Página: 71 Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.096, DE 18 DE

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO? Por: Beatriz Barreto Meira Cartas de referência são importantes aliadas dos candidatos às vagas de empregos, funcionando de forma complementar ao currículo, comprovando experiência e habilidades interpessoais e, com isso,

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top