Antecipação do 13º salário do INSS começa em abril; saiba como vai funcionar

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Antecipação do 13º salário do INSS começa em abril; saiba como vai funcionar

A tão aguardada antecipação do 13º salário para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa neste mês de abril. A decisão foi homologada através de uma portaria publicada pelo Ministério do Trabalho e Previdência no Diário Oficial da União (DOU).

INSS: antecipação do 13º salário começa em abril; saiba como vai funcionar
INSS: antecipação do 13º salário começa em abril; saiba como vai funcionar. (Imagem: FDR)

Assim, os depósitos que normalmente aconteceriam em duas parcelas no final do ano, foram antecipados para os meses de abril e maio. A estimativa é para que cerca de 30,5 milhões de segurados do INSS recebam o 13º salário nas próximas semanas.

Este já é o terceiro ano seguido que o Governo Federal adere a esta medida. A importância da antecipação foi evidenciada com a chegada da pandemia da Covid-19.

A estimativa do Governo Federal é que essa investida seja capaz de injetar até R$ 56,7 bilhões na economia brasileira sem promover alterações no Orçamento de 2022, tendo em vista que esta despesa já havia sido contabilizada, apenas foi adiantada.

Tradicionalmente, o 13º salário é um benefício assistencial direcionado aos trabalhadores com carteira assinada, desde que prestem serviços para uma empresa por mais de 15 dias. No entanto, este benefício também se estende aos aposentados e pensionistas do INSS. No geral, o pagamento é anual e pode ser pago em cota única ou em duas parcelas.

Quando o 13º salário do INSS será pago?

Perante a lei, a primeira parcela deve ser paga entre o primeiro dia de fevereiro e o último dia de novembro. Enquanto isso, a segunda parcela precisa ser paga até o dia 20 de dezembro, bem como a cota única. Se os prazos não forem cumpridos, uma multa por atraso será cobrada.

 

A concessão do 13º salário do INSS ocorre próximo ao calendário oficial de pagamento dos benefícios previdenciários, ou seja, nos dez últimos dias úteis de cada vez.

A primeira parcela é integral equivale a 50% do valor do benefício,  não havendo a incidência de nenhum desconto. Já a segunda parcela conta com a soma de reduções tributárias do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), se o pensionista em questão for contribuinte.

Porém, com a oficialização da antecipação do 13º salário dos aposentados e pensionistas, a primeira parcela de 50% deve ser paga entre 25 de abril a 6 de maio. Já a segunda parcela também de 50%, mas com os devidos descontos, será liberada entre 25 de maio a 7 de junho.

Qual o valor do 13º salário do INSS

O valor do 13º salário pago aos aposentados e pensionistas do INSS se baseia na quantia a qual cada um tem direito. Entretanto, os cidadãos que já recebem os respectivos benefícios previdenciários há mais de um ano têm direito à quantia integral que já recebem mensalmente.

Por outro lado, os novos segurados que foram incluídos no cronograma de pagamentos do INSS a partir de janeiro de 2022 serão submetidos a um cálculo proporcional. No caso específico dos segurados contemplados por benefícios por incapacidade temporária, como o auxílio doença e aposentadoria por invalidez, recebem uma parcela inferior aos 50%.

Neste caso, o cálculo da antecipação se baseia no tempo de duração do auxílio em questão. Os demais segurados que recebem benefícios assistenciais não têm direito ao 13º salário, é o caso do Benefício de Prestação Continuada (BPC), por exemplo.

Calendário do 13º do INSS

Primeira parcela para quem recebe até um salário mínimo 

NIS final 1 – 25 de abril;

NIS final 2 – 26 de abril;

NIS final 3 – 27 de abril;

NIS final 4 – 28 de abril;

NIS final 5 – 29 de abril;

NIS final 6 – 2 de maio;

NIS final 7 – 3 de maio;

NIS final 8 – 4 de maio;

NIS final 9 – 5 de maio;

NIS final 0 – 6 de maio;

Segunda parcela para quem recebe até um salário mínimo 

NIS final 1 – 25 de maio;

NIS final 2 – 26 de maio;

NIS final 3 – 27 de maio;

NIS final 4 – 30 de maio;

NIS final 5 – 31 de maio;

NIS final 6 – 1º de junho;

NIS final 7 – 2 de junho;

NIS final 8 – 3 de junho;

NIS final 9 – 6 de junho;

NIS final 0 – 7 de junho.

Primeira parcela para quem recebe até o teto do INSS

NIS final  1 e 6 – 2 de maio;

NIS final  2 e 7 – 3 de maio;

NIS final 3 e 8 – 4 de maio;

NIS final 4 e 9 – 5 de maio;

NIS final 5 e 0 – 6 de maio.

Segunda parcela para quem recebe até o teto do INSS

NIS final 1 e 6 – 1º de junho;

NIS final 2 e 7 – 2 de junho;

NIS final 3 e 8 – 3 de junho;

NIS final 4 e 9 – 6 de junho.

NIS final 5 e 0 – 7 de junho.

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FRANQUIA É UM BOM NEGOCIO?

2  FRANQUIA É UM BOM NEGÓCIO? Se você está pensando em empreender, uma opção a ser considerada é abrir uma franquia. Embora o investimento inicial possa ser um pouco mais alto do que criar um negócio do zero, as franquias

CONFIRA NOVE APLICATIVOS QUE FACILITAM A ROTINA DIÁRIA

Esse dado impressionante é resultado de um estudo feito pela empresa especializada em mercado mobile Data.AI (antiga App Annie), que revela um importante papel de ferramentas que trazem praticidade para o nosso dia a dia. Seja para pessoas físicas ou

DAS entenda o que é e como funciona

Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) unifica todos os impostos que devem ser pagos por empreendedores que optaram pelo regime tributário Simples Nacional. O valor do DAS Simples Nacional para MEs e EPPs não é fixo. Isso ocorre pois

Por quanto tempo deve se guardar do documentos no RH

Todos os dias, as empresas lidam com vários documentos em seu setor de Recursos Humanos (RH). Dependendo do porte da companhia, mais de dez contratos de admissão de funcionários são solicitados ao colaborador que está entrando na empresa. Todavia, antes

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top