Antecipação do 13º salário do INSS começa em abril; saiba como vai funcionar

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Antecipação do 13º salário do INSS começa em abril; saiba como vai funcionar

A tão aguardada antecipação do 13º salário para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa neste mês de abril. A decisão foi homologada através de uma portaria publicada pelo Ministério do Trabalho e Previdência no Diário Oficial da União (DOU).

INSS: antecipação do 13º salário começa em abril; saiba como vai funcionar
INSS: antecipação do 13º salário começa em abril; saiba como vai funcionar. (Imagem: FDR)

Assim, os depósitos que normalmente aconteceriam em duas parcelas no final do ano, foram antecipados para os meses de abril e maio. A estimativa é para que cerca de 30,5 milhões de segurados do INSS recebam o 13º salário nas próximas semanas.

Este já é o terceiro ano seguido que o Governo Federal adere a esta medida. A importância da antecipação foi evidenciada com a chegada da pandemia da Covid-19.

A estimativa do Governo Federal é que essa investida seja capaz de injetar até R$ 56,7 bilhões na economia brasileira sem promover alterações no Orçamento de 2022, tendo em vista que esta despesa já havia sido contabilizada, apenas foi adiantada.

Tradicionalmente, o 13º salário é um benefício assistencial direcionado aos trabalhadores com carteira assinada, desde que prestem serviços para uma empresa por mais de 15 dias. No entanto, este benefício também se estende aos aposentados e pensionistas do INSS. No geral, o pagamento é anual e pode ser pago em cota única ou em duas parcelas.

Quando o 13º salário do INSS será pago?

Perante a lei, a primeira parcela deve ser paga entre o primeiro dia de fevereiro e o último dia de novembro. Enquanto isso, a segunda parcela precisa ser paga até o dia 20 de dezembro, bem como a cota única. Se os prazos não forem cumpridos, uma multa por atraso será cobrada.

 

A concessão do 13º salário do INSS ocorre próximo ao calendário oficial de pagamento dos benefícios previdenciários, ou seja, nos dez últimos dias úteis de cada vez.

A primeira parcela é integral equivale a 50% do valor do benefício,  não havendo a incidência de nenhum desconto. Já a segunda parcela conta com a soma de reduções tributárias do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), se o pensionista em questão for contribuinte.

Porém, com a oficialização da antecipação do 13º salário dos aposentados e pensionistas, a primeira parcela de 50% deve ser paga entre 25 de abril a 6 de maio. Já a segunda parcela também de 50%, mas com os devidos descontos, será liberada entre 25 de maio a 7 de junho.

Qual o valor do 13º salário do INSS

O valor do 13º salário pago aos aposentados e pensionistas do INSS se baseia na quantia a qual cada um tem direito. Entretanto, os cidadãos que já recebem os respectivos benefícios previdenciários há mais de um ano têm direito à quantia integral que já recebem mensalmente.

Por outro lado, os novos segurados que foram incluídos no cronograma de pagamentos do INSS a partir de janeiro de 2022 serão submetidos a um cálculo proporcional. No caso específico dos segurados contemplados por benefícios por incapacidade temporária, como o auxílio doença e aposentadoria por invalidez, recebem uma parcela inferior aos 50%.

Neste caso, o cálculo da antecipação se baseia no tempo de duração do auxílio em questão. Os demais segurados que recebem benefícios assistenciais não têm direito ao 13º salário, é o caso do Benefício de Prestação Continuada (BPC), por exemplo.

Calendário do 13º do INSS

Primeira parcela para quem recebe até um salário mínimo 

NIS final 1 – 25 de abril;

NIS final 2 – 26 de abril;

NIS final 3 – 27 de abril;

NIS final 4 – 28 de abril;

NIS final 5 – 29 de abril;

NIS final 6 – 2 de maio;

NIS final 7 – 3 de maio;

NIS final 8 – 4 de maio;

NIS final 9 – 5 de maio;

NIS final 0 – 6 de maio;

Segunda parcela para quem recebe até um salário mínimo 

NIS final 1 – 25 de maio;

NIS final 2 – 26 de maio;

NIS final 3 – 27 de maio;

NIS final 4 – 30 de maio;

NIS final 5 – 31 de maio;

NIS final 6 – 1º de junho;

NIS final 7 – 2 de junho;

NIS final 8 – 3 de junho;

NIS final 9 – 6 de junho;

NIS final 0 – 7 de junho.

Primeira parcela para quem recebe até o teto do INSS

NIS final  1 e 6 – 2 de maio;

NIS final  2 e 7 – 3 de maio;

NIS final 3 e 8 – 4 de maio;

NIS final 4 e 9 – 5 de maio;

NIS final 5 e 0 – 6 de maio.

Segunda parcela para quem recebe até o teto do INSS

NIS final 1 e 6 – 1º de junho;

NIS final 2 e 7 – 2 de junho;

NIS final 3 e 8 – 3 de junho;

NIS final 4 e 9 – 6 de junho.

NIS final 5 e 0 – 7 de junho.

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

SIMPLES NACIONAL E O SUBLIMITE DO ICMS/ISS

SIMPLES NACIONAL E O SUBLIMITE DO ICMS/ISS O Simples Nacional é o nome abreviado do “Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte”. Trata-se de um regime tributário diferenciado, simplificado e

PODER DIRETIVO: SAIBA SUA IMPORTÂNCIA

PODER DIRETIVO: SAIBA SUA IMPORTÂNCIA Poder diretivo é o conjunto de prerrogativas asseguradas pelo ordenamento jurídico que são concentradas na figura do empregador para a direção das atividades dos empregados, no contexto da relação de emprego. Existe um fundamento legal

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top