A importância de manter seu CNPJ regular

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
CNPJ REGULAR
O CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) é o número de identificação, no qual a Receita Federal do Brasil cadastra as empresas e organizações, que são pessoas jurídicas.

Exemplificando o CNPJ seria o CPF (Cadastro de Pessoa Física) para as pessoas jurídicas.

Cada estabelecimento, possuí um CNPJ, mesmo sendo matriz e filiais, cada um terá o seu cadastro para identificação.

O CNPJ traz mais credibilidade e profissionalismo perante cliente, fornecedores e investidores.

Instituições Bancárias oferecem linhas de créditos para empresas, com condições mais vantajosas, comparadas as pessoas físicas.

Porém, não é apenas registrar a constituição da empresa e ter o número do CNPJ, deverá ter uma boa administração, para que o CNPJ não tenha nenhuma restrição.

Uma empresa com dívidas, terá dificuldades na liberação de créditos para capital de giro, compra com fornecedores e até mesmo o distanciamento de possíveis investidores.

Outro ponto que o empresário deve se atentar, é com relação as obrigações fiscais e tributárias, pois a falta de entrega destas obrigações, poderá bloquear as emissões de certidões, o que trará também dificuldades com créditos com terceiros e o fechamento de contratos com clientes.

Uma empresa na qual não consiga fazer a emissão de certidão negativa, não conseguira participar de licitações, dependendo do ramo de atividade, isto poderá levar à empresa a falência.

Empresas que participam de licitação, além das certidões, deveram analisar todos os documentos e cadastros exigidos, para que não sejam surpreendidos na publicação dos editais.

Existem diversas certidões, sendo que cada Instituição tem suas exigências e procedimentos, para emissão.

Assim, sempre, esteja assessorado por um profissional com expertise e experiência na área, para que possa assessorar e orientar, evitando custos e despesas por falta de documentos ou penalidades.

Fonte: Alexandre Dell’ Orti – Contador

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

Lucro real Anual ou Trimestral

Rosati O contribuinte optante pelo Lucro Real poderá escolher duas opções de apuração do IRPJ e CSLL. Lucro Real Anual Dentro da opção anual, existem duas modalidades: 1. Antecipações por Estimativa Mensal; 2. Antecipações com base em Balanço ou Balancetes

Quais os impostos que MEI paga?

Com o instituto de tirar da informalidade profissionais autônomos e pequenos empreendedores, em 2009 foi criado o MEI. Ao se formalizar como MEI, o empreendedor passa a ter um CNPJ próprio, a possibilidade de emitir notas fiscais e de ter

MEI ULTRAPASSOU O LIMITE?

O que deve ser feito ao ultrapassar o limite? Ao ultrapassar os R$ 81 mil reais anuais, será preciso pedir um novo enquadramento para a empresa, que poderá ser tanto para Microempresa (ME), quanto Empresa de Pequeno Porte (EPP), dependendo

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top