10 coisas que não te contaram sobre a importância do contador para pequenos negócios

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Toda empresa precisa de contador!

Não dá para dizer que sozinho se dá conta de tudo, porque se for assim, muito provavelmente, é possível se perder no meio do caminho e acabar pagando muito mais do que deveria, por simplesmente não entender todos os assuntos legais, fiscais, tributários e econômicos envolvidos.

E não é isso o que você deseja, certo?

Agora, vamos conhecer a importância do contador para a sua pequena empresa!

Bora lá?

1 – Por que a contabilidade é o caminho para os pequenos negócios?

Uma empresa e a contabilidade precisam ser grandes parceiras, e o motivo é simples: uma empresa sem contabilidade, facilmente pode ter prejuízos diários!

A contabilidade para pequenos negócios tem sido a saída para muitas empresas que têm passado por apuros. Isso porque é através dela que se pode ter:

  • Maior controle financeiro;
  • Superação da burocracia;
  • Mais economia;
  • Maior lucratividade;
  • Assessoria nas tomadas de decisão;
  • Melhor fluxo de caixa;
  • Entre outros.

2 – E como um contador faz a diferença entre o controle e maior rentabilidade?

Vamos lá, com base nos resultados do pequeno negócio é que o contador experiente pode avaliar e fazer várias considerações do que está acontecendo, encontrando, assim, as brechas e os riscos!

Com esse conhecimento, um novo mapeamento é feito, no intuito da pequena empresa ter mais lucro.

Segundo dados de levantamentos feitos pelo Banco Mundial, sobre empreendedorismo com pequenas empresas, o Brasil ficou classificado como um dos países mais complicados para se abrir empresa, justamente por conta dos desafios e das dificuldades que se tem quando não se possui o auxílio contábil, financeiro e fiscal adequado.

O que mostra de forma bem clara que, se você quer começar bem no mercado ou ainda se deseja melhorar resultados empresariais, precisa desse apoio contábil e financeiro.

3 – Mais imposto para você, se não tiver um bom contador!

É verdade viu?!

Não é conversa, e isso se dá porque nosso sistema de tributação é bem complexo e envolve muitas coisas que podem colocar o negócio bem próximo a perdas e prejuízos!

Só para você saber, o nosso país possui um dos regimes mais altos de tributação, quando comparado a outros países. Isso quer dizer que qualquer erro nessa escolha tributária poderá fazer você pagar muito além do que deve.

Agora, se você tiver um bom contador para te ajudar nesse, e em outros sentidos, aí sim, você garantirá maior economia e, através das brechas, conseguirá ter mais lucro e reduzir os gastos tributários também.

Tudo de forma ética e legal!

Como dono de um negócio próprio de pequeno porte já existente, é possível que você já deve tenha sofrido por ter de pagar impostos altos, que, de uma forma ou de outra, acabam sufocando o seu caixa. Verdade?

Além de tudo isso, um contador também atua de forma positiva em outros aspectos. Vamos ver?4 – No preenchimento de documentos legais necessários para comprovação e operação comercial da sua empresa;5 – Elaborando e enviando guias, te poupando tempo para focar nas vendas de produtos ou serviços;6 – Mantendo todos os registros necessários para o funcionamento da empresa, de acordo com as exigências dos órgãos governamentais;7 – Com a manipulação da folha de pagamento, contabilizando tudo certinho e evitando assim processos trabalhistas que só trazem dores de cabeça para o empreendedor;8 – Além disso tudo, ainda há muito mais, como: controle de estoque, fazendo você entender os excessos e sobras;9 – Analisando melhor o fluxo de caixa;10 – Gerando maior ponto de equilíbrio;Dentre muitos outros.Agora, se você realmente está focado no sucesso e quer começar a ver o dinheiro aumentar na sua empresa, venha falar conosco, pois nosso foco é o seu crescimento!

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FGTS e PIS para MEI

FGTS e PIS para MEI O MEI não recebe FGTS, mas caso você tenha trabalhado como CLT e tenha um FGTS para receber, você pode retirá-lo desde que não tenha sido demitido por justa causa. Ou seja, ser MEI e

Regras de Recolhimento para o Simples Nacional

Regras de recolhimento para o Simples Nacional As empresas enquadradas no Simples Nacional, em regra geral, fazem suas contribuições ao INSS por meio da DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional). A alíquota de desconto para optantes do Simples Nacional

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO”

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO” Por Ricardo Menezes Cordeiro 1 Competência absoluta dos Juizados Especiais Fazendários É inegável que a agilidade e a ausência de custo que encontramos nos juizados especiais fazendários (JEFAZ) resultam no acesso ao Judiciário! Mas às

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Publicado em: 20/07/2022 | Edição: 136 | Seção: 1 | Página: 71 Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.096, DE 18 DE

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO? Por: Beatriz Barreto Meira Cartas de referência são importantes aliadas dos candidatos às vagas de empregos, funcionando de forma complementar ao currículo, comprovando experiência e habilidades interpessoais e, com isso,

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top