Siga nossas redes sociais:

VOCÊ TRABALHA DURO? OU DE MANEIRA INTELIGENTE?

VOCÊ TRABALHA DURO? OU DE MANEIRA INTELIGENTE?
Em primeiro lugar, quero deixar claro a distinção de dois conceitos, trabalhar duro e trabalhar de maneira inteligente.
Trabalhar duro está relacionado a esforço, suor e lagrimas. Não é necessariamente ruim ou bom, muitas vezes é necessário e outras vezes representa simplesmente uma energia desperdiçada na direção errada.

Trabalhar de maneira inteligente está relacionado a discernir onde colocar sua energia e tempo na empresa, da mesma forma, onde não colocar e passar a responsabilidade adiante para outra pessoa, ou até mesmo deixar de fazer algo que não tem prioridade.

Dito isso, quero dizer que é perfeitamente comum alguém trabalhar duro e sem inteligência, ou até mesmo trabalhar com inteligência, mas sem o esforço adequado.

Em ambos os casos, os resultados tentem a ser insatisfatórios ou inexistente para o empresário e, consequentemente, para toda a empresa.

A proposta desse conteúdo é focar na falta de trabalho inteligente, pois quando isso acontece, um fenômeno bastante comum se passa nas organizações e que se agrava ainda mais quando se fala em pequenas e médias empresas.

Quando donos de negócios não trabalham de maneira inteligente eles simplesmente concentram em si as atividades que deveriam ser da equipe, tentam fazer tudo sozinhos e até mesmo competem com os colaboradores.

Existem algumas crenças populares representam bem essa ideia.

“O tempo é curto”, “Quer que algo seja bem feito, faça sozinho”, ou “O olho do dono engorda o gado”.

Já ouviu falar sobre elas?

Outras situações, bastante comuns, dizem respeito simplesmente à desordem nas empresas. Ninguém sabe (nem mesmo o empreendedor) o que é prioridade, não há organização ou foco definido, todos desperdiçam tempo precioso e o resultado final é simplesmente o caos.

Nesse sentido, quero chamar sua atenção a um ponto crucial, a causa por trás disso está única e exclusivamente no empresário ou gestor, mais especificamente na forma como se comporta e conduz a empresa.

Existem duas competências que, quando incorporadas e colocadas em prática, podem ajudar drasticamente empresários e gestores a ter mais resultados e liberdade em seus negócios.

Ao falar sobre elas, quero mostrar também como as crenças citadas podem ser combatidas e ressignificadas. Elas são:

Gestão do Tempo:

“O tempo é curto”, será mesmo? Sêneca, um filosofo romano comenta que sempre haverá tempo para o que é mais importante, mas nunca para tudo.

Gestão do tempo está relacionado a desenvolver hábitos e padrões de comportamento no sentido de definir e executar aquilo que é de extremo valor para você e seu negócio/carreira. De maneira análoga, entender quais são as atividades e processos que estão consumindo tempo e recursos, para que possa eliminá-las ou terceiriza-las.

Liderança:
“Quer que algo seja bem feito, faça sozinho”. No mundo empresarial, o ditado correto deveria ser: “Quer que algo seja bem feito, treine um time, desenvolva processos e acompanhe os resultados para que o trabalho seja excelente”.

Nesse sentido, liderança está relacionado a habilidade do empreendedor ou gestor de apontar a direção correta de engajar pessoas nessa direção.

Gestão de pessoas:
“O olho do dono engorda o gado”. Ao pé da letra o ditado está correto, mas ele é mal interpretado. Muitas vezes a interpretação é a de que o gestor ou dono do negócio precisa estar 24 horas de olho no negócio para que as coisas aconteçam da forma que deveriam, muitos chamam isso de micro gerenciamento.

Essa realidade está relacionada a falta de gestão, que é a habilidade de planejar resultados, delegar funções e poderes, supervisionar e medir as ações do time. Exercer essas habilidades de maneira correta e integrada é o que se poderia chamar de “o olho do dono”, ou seja uma gestão eficaz.

Agora te convido a fazer uma reflexão.

Como a gestão do seu tempo?

Consegue se organizar? Definir prioridades claras para você e seu time? Conseguem focar no que é realmente essencial para o negócio? Fazem isso de uma maneira planejada e produtiva?

De maneira análoga, como anda sua liderança?

Consegue delegar atividades, funções e poderes? Exerce supervisão e desenvolve sua equipe? Tem rotinas estabelecidas para medir resultados?

Se você respondeu não para algumas dessas perguntas, tenho uma boa e uma má notícia para você.

A má é que você não está sozinho nessa realidade, a maioria dos empresários e gestores se encontram em algum nível necessitando desenvolver essas qualidades. Embora isso sirva de consolo, é também um alerta, pois o Brasil tem uma alta taxa de mortalidade de empresas.

A boa notícia é que todas as competências descritas até aqui podem facilmente, embora não trivialmente, ser desenvolvidas e uma vez que são incorporadas e aplicadas, realmente transformam positivamente o empresário, gestor e forma com que conduzem seus negócios.

Voltando ao questionamento inicial sobre trabalho duro e trabalho inteligente, uma reflexão final é a de que, em uma situação ideal, é importante que empresários e gestores trabalhem simultaneamente de maneira dura e inteligente.

Falo isso pois, somente trabalhar duro não é suficiente, é crucial também trabalhar de maneira inteligente, isto é, focando no que realmente importa, exercendo gestão sobre seu time para que, de maneira geral, tenham não somente mais resultados, como também mais liberdade de tempo.

*Valdez Monterazo é Coach Executivo, especializado em negócios, liderança e psicologia positiva. Tem cases de sucesso e promove resultados em diversos segmentos de pequenas e médias empresas. Saiba mais em: https://valdezmonterazo.com.br
Fonte: Valdez Monterazo

 

Classifique nosso post post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entre em contato

Prencha o formulário que entraremos em contato!

Última postagem

Nesse artigo você vai ver:

Se Livre Do Processo Burocrático

Estamos aqui para te ajudar a simplificar todas as etapas para abrir sua empresa