EMPREENDEDORISMO: COMO PROTEGER UMA MARCA E IDEIAS INOVADORAS?

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
EMPREENDEDORISMO: COMO PROTEGER UMA MARCA E IDEIAS INOVADORAS?
Uma marca precisa passar por alguns processos para estar segura e evitar possíveis plágios, como por exemplo, estar registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial.
Enviado por: Rebeca Sturki Martins de Oliveira
Junho, 2022 – Quantas vezes você já viu marcas que tentaram copiar ou reproduzir uma ideia muito similar a outra marca, como Coca-Cola e Pepsi? Ou artistas que produziram músicas muito parecidas? A concorrência pode e deve existir para movimentar o mercado, entretanto, o que é fundamental que cada marca faça é proteger não só seu nome, mas também os projetos que desenvolve. Uma das formas de fazer isso é através do registro no INPI, Instituto Nacional de Propriedade Industrial, órgão federal brasileiro vinculado ao Ministério da Economia que tem como principal tarefa executar a nível nacional, as normas que buscam regular a propriedade industrial, de acordo com a Lei 9.049/96. Realizar esse registro pode evitar que alguém roube sua marca ou conquiste os direitos sobre uma ideia antes de você.
Um grande case é Anitta que registrou inclusive seu nome artístico, evitando assim que em algum momento de sua carreira alguém diga “Anitta é uma marca que pertence a mim e você precisa parar de usá-la imediatamente”.
“Ainda vemos muitos novos empreendedores que relutam ou não dão tanta importância para o registro de marca e em algumas situações perdem o direito de usar o nome que criaram para a marca, por exemplo. Por isso, desenvolvemos um curso sobre Propriedade Intelectual e Direito de Marcas e Patentes, para mostrar a esses profissionais a importância e como realizar esse registro para protegerem suas marcas e ideias.” conta Thiago Coutinho, CEO & Founder do Grupo Voitto
Para registrar uma marca no INPI é necessário buscar, no próprio sistema INPI, se já existe alguma marca registrada com determinado nome, classificar a qual setor a empresa pertence, elaborar uma apresentação (é uma marca física, tem logotipo?), definir a natureza da marca, levantar quais as taxas existentes e acompanhar o processo, que pode levar até dois anos. Enquanto a marca estiver em processo de registro, ou seja, durante esses dois anos, outra empresa ou pessoa não consegue realizar o mesmo registro. Estando tudo certo, o pedido será deferido.
Fonte: Jornal Freud

: COMO PROTEGER UMA MARCA E IDEIAS INOVADORAS?

Uma marca precisa passar por alguns processos para estar segura e evitar possíveis plágios, como por exemplo, estar registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial.
Enviado por: Rebeca Sturki Martins de Oliveira
Junho, 2022 – Quantas vezes você já viu marcas que tentaram copiar ou reproduzir uma ideia muito similar a outra marca, como Coca-Cola e Pepsi? Ou artistas que produziram músicas muito parecidas? A concorrência pode e deve existir para movimentar o mercado, entretanto, o que é fundamental que cada marca faça é proteger não só seu nome, mas também os projetos que desenvolve. Uma das formas de fazer isso é através do registro no INPI, Instituto Nacional de Propriedade Industrial, órgão federal brasileiro vinculado ao Ministério da Economia que tem como principal tarefa executar a nível nacional, as normas que buscam regular a propriedade industrial, de acordo com a Lei 9.049/96. Realizar esse registro pode evitar que alguém roube sua marca ou conquiste os direitos sobre uma ideia antes de você.
Um grande case é Anitta que registrou inclusive seu nome artístico, evitando assim que em algum momento de sua carreira alguém diga “Anitta é uma marca que pertence a mim e você precisa parar de usá-la imediatamente”.
“Ainda vemos muitos novos empreendedores que relutam ou não dão tanta importância para o registro de marca e em algumas situações perdem o direito de usar o nome que criaram para a marca, por exemplo. Por isso, desenvolvemos um curso sobre Propriedade Intelectual e Direito de Marcas e Patentes, para mostrar a esses profissionais a importância e como realizar esse registro para protegerem suas marcas e ideias.” conta Thiago Coutinho, CEO & Founder do Grupo Voitto
Para registrar uma marca no INPI é necessário buscar, no próprio sistema INPI, se já existe alguma marca registrada com determinado nome, classificar a qual setor a empresa pertence, elaborar uma apresentação (é uma marca física, tem logotipo?), definir a natureza da marca, levantar quais as taxas existentes e acompanhar o processo, que pode levar até dois anos. Enquanto a marca estiver em processo de registro, ou seja, durante esses dois anos, outra empresa ou pessoa não consegue realizar o mesmo registro. Estando tudo certo, o pedido será deferido.
Fonte: Jornal Freud
Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

DAS entenda o que é e como funciona

Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) unifica todos os impostos que devem ser pagos por empreendedores que optaram pelo regime tributário Simples Nacional. O valor do DAS Simples Nacional para MEs e EPPs não é fixo. Isso ocorre pois

Por quanto tempo deve se guardar do documentos no RH

Todos os dias, as empresas lidam com vários documentos em seu setor de Recursos Humanos (RH). Dependendo do porte da companhia, mais de dez contratos de admissão de funcionários são solicitados ao colaborador que está entrando na empresa. Todavia, antes

Educação Continuada

A educação continuada tem como objetivo atualizar o profissional sobre as tendências de mercado inovadoras, estratégias empresariais mais eficientes, modelos de gestão aprimorados e novas formas de se executar tarefas. Dentro das empresas, a educação continuada também pode estar presente

MEI

O MEI é conhecido por ser um modelo empresarial extremamente simplificado, no entando, indepente da sua simplicidade, a categoria de microempreendedor possui regras como qualquer outro modelo de negócio. Dessa forma, deixar de cumprir com as suas obrigações fiscais podem

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top