Desmotivação no Trabalho – saiba como acabar com ela passo a passo

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

A desmotivação no trabalho pode ser algo crescente e comum em diversos profissionais que, de algum modo, se sentem sobrecarregados e, até de certa forma, infelizes!

Muitas coisas podem ter relação com o tema, e discutir sobre esse assunto dá possibilidade para a criação de um livro.

Portanto vamos entender quais são as causas da desmotivação no trabalho e como solucioná-la!

O que influencia na desmotivação no trabalho?

  • Remuneração.
  • Ambiente cheio de conflitos.
  • Depressão.
  • Problemas familiares.
  • Insatisfação com a carreira.
  • Dificuldades em aproveitar melhor o tempo na realização de tarefas.

Esses são apenas alguns motivos, mas existem muitos outros que podem ir a um teor psicológico muito mais profundo.

Vamos apenas pincelar alguns pontos, pois nesse tema há muito o que se discutir, e decisões erradas pode colocar tudo a perder, em sua efetividade e produtividade!

Vamos então para os passos mais saudáveis para superar o desafio da desmotivação com o trabalho?

Autorreflexão

A primeira análise a ser feita é a seguinte:

Qual é o motivo que está te fazendo ser tão desmotivado no trabalho?

Quais são as razões?

Para você conseguir trabalhar nessa questão, é preciso, primeiro, entender os motivos. Algumas respostas poderiam ser:

  • Me sinto cansado demais, ou então
  • O ambiente tem me causado muito estresse.

Contudo, o importante é que depois de obter essas respostas, você pode optar por resolver a questão sozinho ou até mesmo procurar ajuda de um profissional da saúde, que pode ser um terapeuta, psicólogo ou coach!

Esses profissionais são formados e possuem as competências necessárias para te ajudar na superação de diversos desafios, que, às vezes, podem ter associação com o trabalho ou não, já que, por exemplo, acidentes, fatalidades e perdas familiares podem levar também a pessoa a se sentir mais desmotivada com o trabalho.

Compreendido até aqui?

Somos seres estimulados por muitas coisas, e em diversas ocasiões um gatilho apenas pode desencadear processos emocionais complexos e complicados. Por isso vale todo cuidado com as emoções e os fatores psicológicos.

Mas, e como resolver sozinho?

Ok, vamos lá. À algumas dicas…

Depois de ter as respostas dos motivos pelos quais se encontra desse jeito, comece a trabalhar na questão em si…

Por exemplo, digamos que o que está impactando sua motivação venha da sua baixa produtividade. O que seria preciso fazer então?

  1. Priorizar as coisas mais urgentes
  2. Melhorar os horários para cada tarefa e, até mesmo, ver maneiras de aumentar a produtividade com outras soluções.

E se a desmotivação vem dos problemas financeiros que a empresa passa?

Se você é o responsável pela empresa, veja bem, para tudo há um motivo e a questão nem sempre pode ser realmente dedicada à crise ou falta de clientes…

Às vezes o empreendedor passa por apuros por motivos que não deseja ver.

(Desculpe a sinceridade, mas é melhor chamar a atenção para fatos, do que para desculpas.)

Vejamos algumas coisas…

  • Como é o seu atendimento?
  • Qual a qualidade de seus produtos ou serviços?
  • Como é empregado a sua proposta de valor?
  • Como está a precificação do que você oferta?
  • Como está seu planejamento tributário e acompanhamento financeiro empresarial?

Hum… Muitos questionamentos, concorda?

Pois é! São eles que permitirão que você entenda o que realmente está acontecendo com sua empresa, embora fazer isso sozinho, sem o acompanhamento de uma assessoria contábil e financeira, pode não resolver a situação problemática de falta de lucro, entre outros.

Como você pode ver, existem muitas razões pelas quais você pode estar desmotivado, e de acordo com cada resposta, haverá sim passos e soluções. A questão principal é:

VOCÊ realmente deseja mudar essa situação ou está em sua zona de conforto?

Se sua resposta for:

“Preciso de ajuda, quero mudar essa realidade e encontrar o ponto de equilíbrio”. Aí sim, NÓS PODEMOS TE AJUDAR!

Vem conversar conosco!

Classifique nosso post post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Posts Relacionados

FGTS e PIS para MEI

FGTS e PIS para MEI O MEI não recebe FGTS, mas caso você tenha trabalhado como CLT e tenha um FGTS para receber, você pode retirá-lo desde que não tenha sido demitido por justa causa. Ou seja, ser MEI e

Regras de Recolhimento para o Simples Nacional

Regras de recolhimento para o Simples Nacional As empresas enquadradas no Simples Nacional, em regra geral, fazem suas contribuições ao INSS por meio da DAS (Documentação de Arrecadação do Simples Nacional). A alíquota de desconto para optantes do Simples Nacional

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO”

ALGUNS CUIDADOS NO “PROCESSO TRIBUTÁRIO” Por Ricardo Menezes Cordeiro 1 Competência absoluta dos Juizados Especiais Fazendários É inegável que a agilidade e a ausência de custo que encontramos nos juizados especiais fazendários (JEFAZ) resultam no acesso ao Judiciário! Mas às

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF

RECEITA FEDERAL ALTERA NORMA DA EFD-REINF DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Publicado em: 20/07/2022 | Edição: 136 | Seção: 1 | Página: 71 Órgão: Ministério da Economia/Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 2.096, DE 18 DE

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?

CARTAS DE REFERÊNCIA E RECOMENDAÇÃO: O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO? Por: Beatriz Barreto Meira Cartas de referência são importantes aliadas dos candidatos às vagas de empregos, funcionando de forma complementar ao currículo, comprovando experiência e habilidades interpessoais e, com isso,

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Back To Top